Seja bem vindo

Reflexão - Não desista de ser santo!
LOGIN
CADASTRO
HOME VOLTAR

Deus tem o melhor para nós!



Mas, como está escrito, “o que Deus preparou para os que o amam é algo que os olhos jamais viram nem os ouvidos ouviram nem coração algum jamais pressentiu” (1Cor 2,9).

Meus amadíssimos irmãos, o que tem nos paralisado? O que tem nos impedido de tomar essa decisão de buscar o Alto e não as coisas que passam? Nesta Palavra da carta de São Paulo aos Coríntios, podemos perceber o que é o Céu, o que Deus tem reservado para nós. O Céu é algo inimaginável! Indescritível! É sem sombra de dúvidas o que há de melhor, o que há de mais perfeito! Porém, quando nos deixamos dominar pelo mundo, pelas suas seduções, vamos nos afastando dessa realidade plena para nos afundar naquilo que é vazio! Naquilo que passa!

Somente o amor de Deus não passa! E diante do amor infinito de Deus, tente imaginar o que é a Sua Glória, o Seu Reino eterno, aonde não existe essas coisas pobres que vemos nessa terra, como o ódio, a violência, o preconceito, a indiferença... no Reino de Deus só existe o que é bom e puro, porque Deus é amor! Por isso, precisamos hoje nos desprender das grades dessa terra e viver nessa terra o Céu, colocando em prática a vontade de Deus, vivendo o amor, não o amor falso e interesseiro, mas, o amor verdadeiro, puro e santo, tal como nos diz Jesus:

"Amai os vossos inimigos e orai por aqueles que vos perseguem! Assim vos tornareis filhos do vosso Pai que está nos céus; pois ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e faz cair a chuva sobre justos e injustos. Se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Os publicanos não fazem a mesma coisa? E se saudais somente os vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Os pagãos não fazem a mesma coisa? Sede, portanto, perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito." (Mt 5,44b-48)

Para o mundo isso é loucura. "Como assim, amar os inimigos?" Mas a Sabedoria de Deus é loucura para esse mundo! Logo, enquanto não olharmos para a vida com esse olhar novo, com esse olhar pautado no Evangelho, continuaremos escravos, buscando o vazio do mundo! Continuaremos achando que é loucura amar aquele que aos nossos olhos carnais não merece o nosso amor, continuaremos achando que é loucura perdoar aquele que nos traiu, que nos ofendeu, que nos ridicularizou!

Portanto meus amados, se quisermos de verdade ir além dessa vida terrena, se quisermos ser perfeitos, não uma perfeição vã de quem acha que não tem defeito algum, mas a perfeição desejada por Deus, de pessoas que lutam, que combatem, que se levantam e não desistem, precisamos aprender dia após dia com os nossos próprios erros, precisamos viver a cada dia como se fosse o último, como se fosse a última chance de buscar o que não passa, de viver o amor, de buscar a Verdade, até porque não sabemos quando nos encontraremos com Cristo, quando partiremos dessa vida ou quando Cristo retornará em Sua Glória, por isso, é preciso vigiar, é preciso reconhecer a cada dia que somos pecadores e que nada podemos longe do Senhor, para assim, nos aproximarmos de Jesus com um coração sincero, dispostos a acolher aquilo que o Senhor deseja de nós, dispostos a retornar o nosso olhar e o nosso coração a Deus, ao Seu amor sem limites!





“O Reino dos Céus pode ser comparado a dez moças que, levando suas lamparinas, saíram para formarem o séquito do noivo. Cinco delas eram descuidadas e as outras cinco eram previdentes. As descuidadas pegaram suas lâmpadas, mas não levaram óleo consigo. As previdentes, porém, levaram jarros com óleo junto com as lâmpadas. Como o noivo demorasse, todas acabaram cochilando e dormindo. No meio da noite, ouviu-se um alvoroço: ‘O noivo está chegando. Ide acolhê-lo!’ Então todas se levantaram e prepararam as lâmpadas. As descuidadas disseram às previdentes: ‘Dai-nos um pouco de óleo, porque nossas lâmpadas estão se apagando’. As previdentes responderam: ‘De modo algum, pois o óleo pode ser insuficiente para nós e para vós. É melhor irdes comprar dos vendedores”. Enquanto elas foram comprar óleo, o noivo chegou, e as que estavam preparadas entraram com ele para a festa do casamento. E a porta se fechou. Por fim, chegaram também as outras e disseram: ‘Senhor! Senhor! Abre-nos a porta!’ Ele, porém, respondeu: ‘Em verdade vos digo: não vos conheço!’ Portanto, vigiai, pois não sabeis o dia, nem a hora." (Mt 25,1-13)




Compartilhe:

Compartilhar



Para comentar faça login,
clicando aqui.

Ou faça seu cadastro,
clicando aqui.